Hábito

HÁBITO

3 de agosto de 2012

Sou seu constante companheiro.

Sou seu maior ajudante ou sua carga mais pesada.

Eu farei você avançar ou o arrastarei para o fracasso.

Estou completamente sob seu comando.

Metade das coisas que você faz poderão me ser entregues, e conseguirei executá-las com rapidez e correção.

Sou facilmente gerenciado; basta que seja firme comigo.

Mostra-me exatamente como quer que algo seja feito, depois de algumas aulas eu o farei automaticamente.

Sou o servidor de todas as pessoas notáveis, bem como de todos os fracassados.

Não sou uma máquina, embora trabalhe com a precisão de uma aliada à inteligência de um ser humano.

Pode me usar para o lucro ou para a ruína – não faz a menor diferença para mim.

Pegue-me, treine-me, seja firme comigo e colocarei o mundo aos seus pés.

Seja fraco comigo, e eu o destruirei.

Quem sou eu?

Sou o seu HÁBITO!

(Anônimo).

Lembrando que, como expressam as palavras de Eduardo Galeano:

“Somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somos”.


Matérias Similares


×